psicoterapia

O comportamento humano é direcionado pela influência de dois pilares básicos: a personalidade e o histórico de vida de cada um. O mundo atual é tecnológico. Tecnologia esta que “simplifica” a vida, mas que também pode afastar as pessoas, “complicar” as relações. Ficou mais fácil dizer “eu te amo”, assim como facilitou ampliar a rede de relacionamentos. Porém, com quais, dos seus contatos virtuais, você realmente se relaciona, você realmente conhece?

Em contrapartida a este universo de compartilhamentos, o isolamento e a solidão também têm sido muitas vezes observados. A troca interpessoal da convivência direta entre as pessoas é que permite realmente descobrirmos: quem sou eu (?), quem são os outros que vivem ao meu redor (?), o que eu posso fazer para ser feliz (?).

Muitas vezes não encontramos respostas para estes questionamentos. Adotamos comportamentos inadequados, comprometemos nossos relacionamentos. Por vezes, desencadeamos patologias em nosso corpo, em nossa mente. São as chamadas doenças psicossomáticas, pois, o que a mente não elabora, não resolve, o corpo responde!

Assim, o processo de psicoterapia corresponde exatamente a este propósito: promover o autoconhecimento de cada pessoa, cada um dentro do seu universo único de histórico familiar e de personalidade, na busca do seu equilíbrio no mundo em que vive. Na busca de ser feliz! Afinal, você só descobre quem você é, só se torna único, singular, quando você se diferencia do outro, quando você se respeita! Só assim é possível viver bem com o outro!

A psicoterapia é indicada para você cuidar de si mesmo, em primeiro lugar! E é através de um conjunto de técnicas clínicas, relacionadas à linha de atuação profissional, que o psicólogo atuará como facilitador de todo esse processo. É utilizada e indicada como terapêutica (tratamento) para muitos quadros clínicos, como: sintomas de depressão e/ ou ansiedade, distúrbios de humor, traumas, fobias/ pânico, conflitos familiares/ conjugais, distúrbios de conduta/ comportamento, distúrbios de personalidade, conflitos pontuais cotidianos ao longo da vida, preparação para aposentadoria, senescência etc.

Ou seja, o processo de psicoterapia não depende de você estar, ou não, doente. Depende apenas de você! De você dar início ao seu processo do “autoconhecer”. De você desejar mudar a sua vida, algum comportamento que não te faz bem, que não te faz feliz! E a mudança precisa ocorrer de dentro pra fora, do seu “eu” interior para o mundo ao seu redor!

Outros Serviços

Centro de Cefaleia Brasília

O Centro de Cefaléia Brasília é uma unidade assistencial do Instituto do Cérebro de Brasília especializada no diagnóstico e tratamento das diversas formas de dor de cabeça.

Unidade do Sono

A Unidade do Sono do Instituto do Cérebro de Brasília oferece uma equipe especializada para o diagnóstico e acompanhamento clínico dos distúrbios do sono.