NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Instituto do Cérebro de Brasília esclarece que foi vítima de falsificação de receituário médico de controle especial.


O Instituto do Cérebro de Brasília esclarece que foi vítima de falsificação de receituário médico de controle especial. Em janeiro deste ano, quando tomou conhecimento da adulteração, o Instituto registrou queixa na polícia civil do Distrito Federal solicitando apuração dos fatos. As receitas têm falsificação grosseira, não trazem a logomarca do Instituto e utilizam um número fictício de autorização da ANVISA.

No dia 12 de maio, a polícia prendeu o criminoso e, com ele, 165 folhas de receitas falsificadas. Ao contrário do que informou a imprensa, as receitas apreendidas não eram “verdadeiras” e sim falsificações grosseiras em que não há a logomarca do instituto exatamente como consta na denúncia à polícia.

O ICB já tomou as providências para restabelecer a verdade e confia na polícia civil para desvendar o caso e na justiça para punir os criminosos.

Assim, com rapidez e clareza nas denúncias, queremos continuar contando com a sua confiança em nossos serviços médicos.

Respeitosamente,

Ricardo Afonso Teixeira
Diretor- Clínico do Instituto do Cérebro de Brasilia.